Você está ouvindo: "Al Green - For The Good Times (espere até 20 seg - música toca automaticamente)"

PAPIROS DE ALEXANDRIA - UOL Blog --

No silêncio é que grita em mim sua presença. Nessa falsa liberdade que me aprisiona ao seu corpo, fazendo dele sentimento inapagável.

Indelével aos olhos contritos, rascunhada de promessas inacabadas, desprovida de carinhos mútuos.

Assim sou eu sem você. Essa palavra não proferida, esse grito enclausurado, essa mentira que é a mais pura verdade.

Somatizo no corpo as mais irracionais formas de amor.



Escrito por Luciano às 02:46:48
[] [envie esta mensagem]



R e c o r r ê n c i a

Já havia sido apresentado à boa parte dos enigmas trazidos pela vida.
Sabia como nasciam e morriam os sonhos e de como alguns deles nem chegavam aos devaneios.

Conhecia os subterfúgios dos quais o coração sempre se valia e de como os sentimentos iam sendo absorvidos pela pele do modo mais cruel.

Provava exatas doses de medo, percorria caminhos que sempre o levavam ao mesmo lugar. E por conta disso, armava-se de silêncio e deserção.

Mesmo precavido, incorria nos mesmos equívocos do passado:
Amava o que era bruto; brutalizava-se com amor de solidão.



Escrito por Luciano às 11:40:10
[] [envie esta mensagem]



RISCO CALCULADO

Sim, pois bem te amo, posto que amar vem das coisas mais simples,

das substâncias das quais são feitos os sonhos.

Ainda que por vezes deliberado, o amor se lança ao espaço, se entrega com tudo,

circula entre partículas impossíveis de se ver a olho nu.

Constrói-se de vidas veladas, de instantes brutos e firmes. Por fim, amar não é pra qualquer um.

Amar é para quem está disposto a dar a si mesmo a profunda centelha de alento ou de perdição.

E sem demora, o amor mostra seu cartão de visitas, cobrando de nós sua condição mais elementar: amar!



Escrito por Luciano às 00:37:37
[] [envie esta mensagem]



Deveríamos ter o direito de deixar de existir nas lembranças de algumas pessoas.
E, prontamente, em nós, expurgar esse incômodo sentimento.

Porque até pra se lembrar de alguém é preciso muita responsabilidade.
Deveríamos ter o direito de sair de cena do modo mais digno.

Ah, se existisse um teste que escolhesse apenas aquelas pessoas que teriam o direito de se lembrar da gente, sem que houvesse egoísmo ou pretensão de simplesmente "lembrar-se de nós" porque faz bem ao ego...

Bem que poderíamos vir com uma etiqueta do tipo "Essa lembrança não poderá ser vendida separadamente desse esquecimento" ou "essa pessoa se autodestruirá em cinco segundos se for jogada pro canto da memória".

Pois já que não podemos viver em alguém, também não merecemos morrer lentamente, misturados a tantas lembranças que esse alguém carrega ao longo da vida...

 

Cantiga Para Não Morrer

Quando você for se embora,
moça branca como a neve,
me leve.
Se acaso você não possa
me carregar pela mão,
menina branca de neve,
me leve no coração.
Se no coração não possa
por acaso me levar,
moça de sonho e de neve,
me leve no seu lembrar.
E se aí também não possa
por tanta coisa que leve
já viva em seu pensamento,
menina branca de neve,
me leve no esquecimento.

Ferreira Gullar



Escrito por Luciano às 07:20:56
[] [envie esta mensagem]



Há a maldade dos poetas, que bem escrevem mas, no entanto, não mostram seu amor por vezes literado...
Concebem palavras frenéticas mas as engavetam sob o pó do esquecimento de si mesmos.

Pecadores são, pois nos renegam o âmbar de suas dores discorridas, de seus versos escritos e sentidos, de suas palavras gritadas de amor e de solidão..

Remanesce, contudo (à revelia), uma mulher, deliberadamente gerada no ventre desses sonhadores, descrita nas palavras em desuso, mãe de sentidos inexplicáveis...

Que traz consigo toda a idéia de existência e, à mão singela, carrega a dor de em nós permanecer sem nenhuma explicação.



Escrito por Luciano às 02:24:24
[] [envie esta mensagem]



REPULSA

Te quero, mas sei que não te quero, pois te odeio.

Te odeio do gritar até o calar, do comparecimento até à ausência.

Da insônia até os sonhos do meu sonos...

Pelo tanto que não fomos, por tudo que fizemos, por nada que ousamos..

Odeio essa fúria passional que me bole por fora mas também por dentro.

Este ódio que vem de tanto amor...



Escrito por Luciano às 02:07:15
[] [envie esta mensagem]



Somersault *

Você me chama, mas diz que não vai ficar.

Você me traz aqui prá ver aquilo que não vou mais alcançar.

Você me convoca, esperando que tudo se resolva,

Mas se despede antes mesmo d´eu chegar.

Você se recolhe ao silêncio, recorre ao ar,

E eu eternizando um instante que jamais irá voltar...

*Salto Mortal.



Escrito por Luciano às 01:25:31
[] [envie esta mensagem]



DOIS A RODAR

E eu, pulando no espaço,

E eu, gritando de susto,

E ela, cantando e cantando sem nunca parar..

E eu, me perdendo e sobrando,

E eu, urrando e calando,

E ela, no espaço a vagar..

E eu, que não sei onde ando,

E eu, sem morrer em seus braços,

E ela, sorrindo e saltando sem nunca cansar..

E eu, a viver do passado, e eu a morrer no presente,

E ela, somente com ela, em dupla, a rodar...



Escrito por Luciano às 00:10:39
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]





Meu perfil
BRASIL, Centro-Oeste, CAMPO GRANDE, CENTRO, Homem, de 26 a 35 anos, English, French, Cinema e vídeo, Música
MSN - lucianodeaguiar@hotmail.com



BREVE RESUMO 

LUCIANO VIEIRA - Escritor, Mestre em Literatura e Estudos Culturais, Especialista em Ciências da Linguagem/Estudos Literários. Jornalista e Produtor Cultural. Produzindo textos desde 1994, há 9 anos possui o "PAPIROS".

 

Histórico
01/07/2015 a 31/07/2015
01/09/2013 a 30/09/2013
01/07/2013 a 31/07/2013
01/05/2013 a 31/05/2013
01/12/2012 a 31/12/2012
01/08/2011 a 31/08/2011
01/05/2011 a 31/05/2011
01/03/2011 a 31/03/2011
01/06/2010 a 30/06/2010
01/05/2010 a 31/05/2010
01/04/2010 a 30/04/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/02/2010 a 28/02/2010
01/01/2010 a 31/01/2010
01/11/2009 a 30/11/2009
01/09/2009 a 30/09/2009
01/08/2009 a 31/08/2009
01/06/2009 a 30/06/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006


Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Para Ler a Vida
- O Pequeno Milagre
- Blog da Mulher Diferente
- Pensamentos, Devaneios e Fotos
- Maça Envenenada
- Resposta em Branco
- Poesias, músicas, poemas, crônicas, contos...
- De Ponta Cabeça
Enfim Blogamos


BLOG DO GALVÃO Free Image Hosting at www.ImageShack.us
Clique na imagem para mais detalhes